Parte desses alimentos são descartados por não atenderem aos padrões de vendas, como tamanho, formato ou aparência, mesmo estando com boa qualidade nutritiva. São frutas, verduras e legumes que poderiam nutrir diversas pessoas, mas a cultura de excesso instalada na sociedade faz com que acabem sendo desperdiçados.

Como um banco de raízes cooperativas que tem como missão impulsionar o desenvolvimento sustentável do agro, o combate ao desperdício sempre esteve presente nas iniciativas do Rabobank. E, principalmente neste momento, em que diversas instituições e famílias estão enfrentando ainda mais dificuldades devido à pandemia do novo coronavírus, decidimos contribuir com o setor e reforçar o consumo consciente. O Rabobank Brasil está doando 100 toneladas de alimentos à ONG Banco de Alimentos. Além disso, o banco irá dobrar, até R$ 50 mil, todas as eventuais doações feitas pelos nossos colaboradores à instituição.

Rabobank e Banco de Alimentos: uma parceria de combate ao desperdício

Há mais de 20 anos no combate à fome e ao desperdício, a ONG Banco de Alimentos tem como principal foco a arrecadação de alimentos que perdem valor de comercialização, mas que ainda estão em boas condições para consumo, e os distribui para instituições que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade. A organização ainda realiza atividades de conscientização sobre o desperdício e educação para melhor aproveitamento dos alimentos. Já foram 8 mil toneladas distribuídas e mais de 20 mil pessoas beneficiadas.

A visão de Luciana Quintão, presidente e fundadora da Banco de Alimentos, traz um propósito em comum: “Ainda temos 52 milhões de pessoas que vivem em insegurança alimentar no Brasil, enquanto tantas outras não têm consciência sobre a questão. Acredito que minha vida tem sido uma entrega à construção de um mundo melhor”. É por isso que, desde 2017, o Rabobank Brasil e a ONG vêm plantando e colhendo frutos da parceria.

Nessa trajetória, o Rabobank patrocinou, por meio da Lei Rouanet, o documentário “Cultura do Desperdício: por uma sociedade mais consciente”. O filme promove a reflexão sobre consumo consciente de alimentos, educação para aproveitamento total e como toda a sociedade, de indivíduos a empresas, pode contribuir com uma alimentação sustentável.

Juntos pelo setor e por quem mais precisa

Com o isolamento social gerado pela pandemia de Covid-19, a ONG Banco de Alimentos visa aumentar seu alcance. “Expandimos nossa ação de colheita urbana, que combate o desperdício de alimentos, beneficiando nossas entidades parceiras com a entrega de cestas básicas às famílias impactadas pela pandemia, assim como o carregamento de cartões alimentação para pessoas físicas em grande vulnerabilidade”, conta Luciana.

Felizmente, a rede de colaboração tem sido efetiva: a organização passou de uma média de 40 toneladas de alimentos distribuídos mensalmente, para mais de um milhão de toneladas em resposta à crise.

A contribuição do Rabobank reforça nosso DNA colaborativo e o apoio ao setor. Seguimos comprometidos, mais do que nunca, na missão de continuar alimentando o mundo de forma sustentável e sempre visando Cultivar um Mundo Melhor Juntos!

Veja como você também pode contribuir clicando aqui.